A Look Inside the SureBead Applicator from Nordson

EN | EtherCAT Terminals: The fast all-in-one system

VÍDEOS DESTACADOS

A Moo Free Ltd, sediada em Devon, está a tirar partido de uma bomba de processo da série 530 da Watson-Marlow Fluid Technology Group (WMFTG) para otimizar a produção de produtos de chocolate biológicos, veganos, sem laticínios e sem glúten. Adquirida como parte de uma renovação do processo de produção, a bomba 530 está a ajudar a empresa a reduzir o tempo necessário para as trocas de sabores de meio dia para cinco minutos.

A Moo Free pretende que os seus produtos, vencedores de vários prémios, não apresentem diferenças de sabor em comparação com os seus equivalentes produzidos com laticínios. A empresa foi fundada em 2010 pelo casal Mike e Andrea Jessop. Mike é intolerante à lactose e Andrea é intolerante ao glúten.

Processo trabalhoso

No coração da fábrica da Moo Free, em Holsworthy, encontra-se a linha de moldagem, onde os chocolates de diversos sabores da empresa são moldados para formar tabletes individuais e outros produtos. Até recentemente, a fábrica contava com 14 tanques individuais de 400 kg cheios de chocolate. A percentagem de aromatizante necessária era então adicionada aos tanques, que depois eram levados para outro local para temperar e misturar o chocolate.

“Estávamos a perder imenso tempo a encher constantemente estes tanques e começámos a pensar em como poderíamos melhorar o nosso processo de produção”, explica o Diretor de Engenharia Simon March. “Também sabíamos que se já não precisássemos dos tanques – que custaram £15.000 cada um – poderíamos vendê-los para recuperar o investimento e aplicá-lo a novas tecnologias.”

Na Moo Free, o chocolate é produzido em lotes de três toneladas e bombeado para um tanque de retenção de grandes dimensões em aço inoxidável, de onde (até recentemente) era transferido para os tanques de 400 kg pronto para receber os aromatizantes individuais.

“Ao investir numa bomba de processo peristáltica da WMFTG para dosear os aromatizantes, desenvolvemos uma forma de transferir o chocolate diretamente do tanque de retenção para a linha de moldagem”, afirma Simon March. “Esta mudança permitiu reduzir os requisitos de mão de obra, de espaço e eliminar a necessidade da utilização de tanques de 400 kg, alguns dos quais já foram vendidos, tendo mais que coberto o custo da nova bomba. Mais importante ainda – todo o processo foi simplificado e é agora mais eficiente.”

Simplicidade e rentabilidade

Simon March encomendou o fabrico de uma pequena tremonha em aço inoxidável que foi instalada sobre a bomba 530UN/R2 da Watson-Marlow para dosear os aromatizantes por gravidade. Depois do processo de temperagem, o chocolate passa por um parafuso misturador e é colocado noutra tremonha – é o rodar do parafuso que fornece o sinal auxiliar à bomba de doseamento para introduzir o aromatizante (através de um relé de acionamento). O chocolate é novamente misturado antes de ser transformado em chocolates individuais na linha de moldagem.

“Antes de selecionar a WMFTG informei-me sobre várias máquinas de doseamento dedicadas”, explica Simon March. “Alguns desses sistemas usavam bombas de processo da Watson-Marlow, mas de uma forma muito mais complexa do que pretendíamos. Além disso, muitas dessas soluções custavam cerca de £14.000. Eu sabia que simplesmente adquirindo uma bomba, por um valor muito inferior, conseguiria alimentar o meu sistema de forma muito simples. Também já tinha trabalhado anteriormente com produtos da Watson-Marlow e sabia que as suas bombas eram fiáveis e fáceis de operar.”

A bomba 530UN/R2 da Watson-Marlow está em pleno funcionamento em turnos duplos (16 horas/dia) e revelou-se 100% fiável desde a sua instalação, em fevereiro de 2020, doseando a um caudalde de 5 a 55 mg/min a partir da sua localização junto à linha de moldagem. A Moo Free tira partido da cabeça 520R, para tubos contínuos, que funciona com uma bomba da série 530 com tubos de processo de longa duração Marprene da Watson-Marlow (4,8 mm de diâmetro interior).

Trocas ultrarrápidas

As trocas de sabor são razoavelmente frequentes na Moo Free, por vezes ocorrendo duas vezes por dia, e foi aqui que a bomba 530UN/R2 garantiu os maiores ganhos.

“A troca de sabores é agora uma tarefa super fácil – simplesmente usando distintos tubos Marprene diferentes para os diferentes aromatizantes”, informa Simon March. “Nós simplesmente trocamos o tubo, esvaziamos e limpamos a tremonha, voltamos a enchê-la com outro aromatizante e estamos novamente prontos para continuar em cerca de cinco minutos. Anteriormente, cada troca de sabor demorava pelo menos meio dia pois implicava esvaziar o chocolate do tanque de 400 kg e limpar toda a tubagem associada à unidade de temperagem. Felizmente, isso é uma coisa do passado.”

www.wmftg.com